Se não sabe para onde está indo,qualquer caminho serve

  • data: 24/03/2017
  • | as 17h43


Parece óbvio que antes de implementar qualquer plano é preciso conhecer claramente os problemas, mas é comum buscarmos soluções sem entender o que se passa.

Parece óbvio, também, que anos no mercado nos gabaritam a seguir a direção certa, pois já sabemos o que fazer, afinal já passamos por tantas e boas.

Parece óbvio que o mundo está mudando, mas não se percebe que a velocidade da mudança é maior do que podemos acompanhar. A discussão dos táxis versus Uber, só para citar um exemplo, tem prazo de validade, logo mais os veículos não precisarão mais de motoristas.

É isso, veículos.

Entender para agir e para acompanhar as mudanças.

Esta é a lógica.

No início de fevereiro apresentamos o resultado da pesquisa do Mercado de Fretamento elaborado por consultoria de Inteligência de Mercado especialmente contratada para entender o nosso mercado. A pesquisa é a primeira parte do Projeto Enfrentando o Mercado resultado de parceria entre o Sinfret e o Transfretur.

Comentários diversos com “eu já sabia” e “mostrou o óbvio” foram ouvidos, mas mais do que saber a resposta é saber o que fazer com ela e, indo além, mais do que entender é preciso agir.

Obviamente a pesquisa mostrou mais.

Escancarou que não temos atuação e nem preparo comercial, que quando somos consultados vendemos preço; que nossos valores e atributos se resumem a descontos e pontualidade; que quando nos pedem solução oferecemos sempre mais do mesmo; que apesar do contrário, não nos vemos como estratégicos na mobilidade para as cidades e, portanto, nos intimidamos e nos furtamos de nos oferecer como uma das soluções.

Entender para agir.

Nesta linha a nova administração da maior cidade do país, a enxerga com novos olhares quando afirma que a cidade é para todos, para o transporte coletivo privado inclusiva. A nossa ação é partir para capacitação e criação de um modelo de execução comercial para enfrentar o mercado que não conhece o transporte privado ou que nunca pensou nele como alternativa ou complemento.

É também o momento de repensar o negócio e a forma de atuação, pois o que deu certo no passado hoje não passa de simples exemplos e o que se dirá no futuro próximo, muito próximo.

Entender para agir e para acompanhar as mudanças.

Esta é a lógica.

Por enquanto.

Jorge Miguel

Presidente



Busca
Últimas Noticias

Mais Noticias

Dia do Artesão

Amanhã é o Dia do Artesão e em comemoração, a Prefeitur ...

Vem Conhecer as Áreas Verdes do Estado de São Paulo!!!

O Carnaval chegou ao fim, mas outros feriados estão por vir para você program ...

Expresso Turístico da CPTM

Anote na agenda: A Vila de Paranapiacaba, principal destino do Expresso Turístico d ...

Anfavea

Levantamento da Anfavea, relativo a 2018, mostra que foram licenciadas 15,1 mil unidades d ...

Mobilidade e Transportes e da Saúde

A Prefeitura de São Paulo estabeleceu um grupo de trabalho para integraç&ati ...

Durante o Feriado de Carnaval, a ARTESP Reforçou a Fiscalização do Transporte Intermunicipal

Durante o feriado de Carnaval, a ARTESP reforçou a fiscalização do tr ...

Museu do Café

O Museu do Café, em Santos, completa 21 anos amanhã e está com uma pr ...

Doing Business 2019

Com o Empreenda Fácil, a cidade de São Paulo subiu 36 posições ...

Museu Penitenciário Paulista

Está procurando um passeio diferente para fazer? Então a dica é visit ...

Baixe agora nosso Aplicativo

Sed tamen tempor magna labore dolore dolor sint tempor duis magna elit veniam aliqua esse amet veniam enim export quid quid veniam

2018. Transfretur®. Desenvolvido por Talentum Informática