Se não sabe para onde está indo,qualquer caminho serve

por Jorge Miguel Presidente


Postado em 2 de Fevereiro 2018 as 11:09



Parece óbvio que antes de implementar qualquer plano é preciso conhecer claramente os problemas, mas é comum buscarmos soluções sem entender o que se passa.

Parece óbvio, também, que anos no mercado nos gabaritam a seguir a direção certa, pois já sabemos o que fazer, afinal já passamos por tantas e boas.

Parece óbvio que o mundo está mudando, mas não se percebe que a velocidade da mudança é maior do que podemos acompanhar. A discussão dos táxis versus Uber, só para citar um exemplo, tem prazo de validade, logo mais os veículos não precisarão mais de motoristas.

É isso, veículos.

Entender para agir e para acompanhar as mudanças.

Esta é a lógica.

No início de fevereiro apresentamos o resultado da pesquisa do Mercado de Fretamento elaborado por consultoria de Inteligência de Mercado especialmente contratada para entender o nosso mercado. A pesquisa é a primeira parte do Projeto Enfrentando o Mercado resultado de parceria entre o Sinfret e o Transfretur.

Comentários diversos com “eu já sabia” e “mostrou o óbvio” foram ouvidos, mas mais do que saber a resposta é saber o que fazer com ela e, indo além, mais do que entender é preciso agir.

Obviamente a pesquisa mostrou mais.

Escancarou que não temos atuação e nem preparo comercial, que quando somos consultados vendemos preço; que nossos valores e atributos se resumem a descontos e pontualidade; que quando nos pedem solução oferecemos sempre mais do mesmo; que apesar do contrário, não nos vemos como estratégicos na mobilidade para as cidades e, portanto, nos intimidamos e nos furtamos de nos oferecer como uma das soluções.

Entender para agir.

Nesta linha a nova administração da maior cidade do país, a enxerga com novos olhares quando afirma que a cidade é para todos, para o transporte coletivo privado inclusiva. A nossa ação é partir para capacitação e criação de um modelo de execução comercial para enfrentar o mercado que não conhece o transporte privado ou que nunca pensou nele como alternativa ou complemento.

É também o momento de repensar o negócio e a forma de atuação, pois o que deu certo no passado hoje não passa de simples exemplos e o que se dirá no futuro próximo, muito próximo.

Entender para agir e para acompanhar as mudanças.

Esta é a lógica.

Por enquanto.

Jorge Miguel

Presidente


Busca
Últimas Posts

Mais lidas essa Semana


Leia Mais

Edital de Concessão para Estacionamento Rotativo em São Paulo

Edital de concessão para estacionamento rotativo em São Paulo foi publicado e obriga o ...

Leia Mais

Artesp Autorizou a Entrada de uma nova Operadora no Mercado de Pedagiamento Eletrônico

A Artesp autorizou a entrada de uma nova operadora no mercado de pedagiamento eletrônico nas r ...

Leia Mais

Reformar é preciso, provavelmente

A partir de novembro entra em vigor, provavelmente, a Reforma Trabalhista. Provavelmente, por que j& ...

Leia Mais

A Rua dos Pinheiros Terá Calçadas e Faixas de Travessia Ampliadas por 35 dias a partir de 5 de Novembro

A Rua dos Pinheiros terá calçadas e faixas de travessia ampliadas por 35 dias a partir ...

Leia Mais

A Petrobras Reduziu o Preço Médio da Gasolina

A Petrobras reduziu o preço médio da gasolina em mais 3,8% nas refinarias, conforme ma ...

Leia Mais

Feliz Dia dos Professores

Ninguém seria o que é, se não fosse por eles. #DiadosProfessores #15deOutubro ...

Baixe agora nosso Aplicativo

E você poderá acessar documentos e ficar por dentro de todas as informações sobre o TRANSFRETUR.

2018. Transfretur®. Desenvolvido por Talentum Informática